Archive for ‘Mário T Cabral’

20 de Outubro de 2014

OUTONO COMPANHIA DAS ILHAS

Em SETEMBRO, saímos com POESIA, UM DIA, livro que reúne poemas de Carlos Alberto Machado, Hélia Correia, Jaime Rocha, José Mário Silva, Margarida Vale de Gato e Miguel-Manso, criados durante as residências de escrita POESIA, UM DIA, da Biblioteca Municipal José Baptista Martins, de Vila Velha de Ródão.
Também neste mês oferecemos espaço à reflexão com CONJUNTO HOMEM, do jovem cientista (Instituto Albert Einstein, Suíça) e performer Jácome Armas: com recurso a ferramentas da ciência e da lógica formal, uma crítica às formas totalizantes de pensar o mundo.
Capa_Poesia_um_dia_REV2
JACOME_Capa_REV1Já neste mês de OUTUBRO, demos corpo a um novo projecto literário açoriano: a revista TRANSEATLÂNTICO que, como diz o seu director, Nuno Costa Santos, «quer incentivar a escrever, de modo ficcional ou ensaístico, sobre o que são os Açores hoje – nas suas novas entranhas. Nas suas personagens, nas suas tensões biográficas, nos seus sonhos e ilusões, nos seus conflitos e acidentes. Mas também nos seus costumes, nos seus pequenos hábitos e nas suas expressões verbais.» Participam neste número zero: Alexandre Borges, Bianca M, João Pedro Porto, Joel Neto, Leonardo, Luís Rego, Maria das Mercês Vasconcelos Pacheco, Mariana Matos, Mário T Cabral, Paula de Sousa Lima, Renata Correia Botelho, Rogério Sousa e Rui Jorge Cabral. A Leonor Sampaio cabe a apresentação. Daniel de Sá (1944-2013) é entrevistado por Nuno Costa Santos. Duarte Belo colabora com um portfolio fotográfico. Miguel Real é o escritor convidado. Vasco Medeiros Rosa apresenta Dispersos, de Vitorino Nemésio. Próximas apresentações: LISBOA, dia 3 de Novembro, na livraria FERIN; HORTA, 10 de Novembro, ANGRA DO HEROÍSMO, 11 de Novembro.
TA0_Capa_FinalNo dia 25 de Outubro, no TEATRO MERIDIONAL, em LISBOA, será apresentado o número 8 da colecção AZULCOBALTO | TEATRO, com dois textos: PARKING, de Jorge Palinhos, e DESMATERIALIZAÇÃO, de Tiago Patrício. Estas duas peças foram elaboradas no âmbito do Laboratório de Dramaturgia do Meridional. É uma co-edição Companhia das Ilhas/Teatro Meridional/ Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Capa_Meridional_REV2
Três obras marcam, de modos diferentes, o mês de NOVEMBRO. Em A MORTE DOS OUTROS reúnem-se finalmente em livro prosas dispersas que o poeta Paulo da Costa Domingos publicou nos anos 80-90 na imprensa periódica, sob a ideia estilística genérica de “apócrifos”, exercício literário em que, com a necessária humildade e sem ilusões, são imitados autores como Vincent Van Gogh, Andrei Tarkovskii, Arsenii Tarkovskii, Jorge Luis Borges, Mikahil Bakunine, Carlos de Oliveira e Vitorino Nemésio. Ou talvez não… Será apresentada em LISBOA, na 2ª quinzena de Novembro.

MORTEcapFinal:Apresentação 1.qxd

Em TEATRO REUNIDO (2000-2010), de Carlos Alberto Machado, juntam-se 13 peças de diferentes matizes. Algumas delas foram encenadas, quer pelo próprio autor (AQUITANTA e RESTOS. INTERIORES), quer por companhias profissionais e agrupamentos de amadores: Teatro o bando, Companhia de Teatro de Almada, CITAC ou Passagem de Nível, entre outros. O volume será apresentado na segunda quinzena de Novembro, em LISBOA, ÉVORA, COIMBRA e PORTO, assinalando os 60 anos do dramaturgo.

Capa_Teatro Reunido_REV2
De Onésimo Teotónio Almeida, professor catedrático na Brown University (Providence, Rhode Island, EUA), autor de uma extensa obra ensaística e ficcional, publicamos MINIMA AZORICA. O MEU REINO É DESTE MUNDO: uma recolha de textos dos últimos vinte e cinco anos, na sequência de AÇORES, AÇORIANOS, AÇORIANIDADE (1989) prolongando reflexões e abrindo espaço para outras. A obra será apresentada pelo autor e convidados em 4 ilhas do arquipélago dos Açores, em DEZEMBRO – FAIAL (a 8), PICO (a 9), TERCEIRA (a 10) e S. MIGUEL (a 11) –, entre 8 e 11 de Dezembro próximo. Em LISBOA, no próximo ano (6 de FEVEREIRO).

Capa_Onesimo_REV5

Anúncios
10 de Outubro de 2014

RTP-AÇORES e a transeatlântico

RTP-AÇORES e a transeatlântico

transeatlantico_f01

19 de Setembro de 2014

transeatlântico :: escrever hoje nos açores

Uma nova revista literária açoriana será apresentada ao público ainda este mês de Setembro: a transeatlântico, dirigida por Nuno Costa Santos – propriedade e edição da Companhia das Ilhas. O lançamento terá lugar no Instituto Cultural de Ponta Delgada, pelas 18 horas de Domingo 28, com a participação do director, editor e autores participantes.

transeatlantico_f01Esta transeatlântico é um momento importante no projecto editorial da Companhia das Ilhas. Recorde-se que do catálogo da Companhia das Ilhas, com actividade iniciada em Maio de 2012, constam obras de autores açorianos como Urbano Bettencourt, Nuno Costa Santos, Jácome Armas, Mário Cabral, Alexandre Borges, Manuel Tomás, Nuno Dempster e Nunes da Rosa, ou de temáticas açorianas, como as de Carlos Alberto Machado ou Fátima Maldonado. Em Dezembro, será lançado novo livro de Onésimo Teotónio Almeida (Minima Azorica).

Diz Nuno Costa Santos neste número zero da transeatlântico: «Esta é uma revista que quer incentivar a escrever, de modo ficcional ou ensaístico, sobre o que são os Açores hoje – nas suas novas entranhas. Nas suas personagens, nas suas tensões biográficas, nos seus sonhos e ilusões, nos seus conflitos e acidentes. Mas também nos seus costumes, nos seus pequenos hábitos e nas suas expressões verbais.»

convite_transeatlantico_fb_feedNeste número inaugural da transeatlântico participam: Alexandre Borges, Bianca M, João Pedro Porto, Joel Neto, Leonardo, Luís Rego, Maria das Mercês Pacheco, Mariana Matos, Mário T Cabral, Paula de Sousa Lima, Renata Correia Botelho, Rogério Sousa e Rui Jorge Cabral. A revista tem apresentação de Leonor Sampaio; Nuno Costa Santos publica uma entrevista ao escritor açoriano Daniel de Sá (1944-2013); Miguel Real participa como escritor convidado e Vasco Medeiros Rosa apresenta um breve texto, pouco conhecido, de Vitorino Nemésio. O portfolio é da autoria de Duarte Belo, com fotografias de grotas dos Açores.

A transeatlântico tem periodicidade anual. Este número zero tem 112 páginas, em formato 14×22 cm. e 10 euros é o preço de venda ao público. Conta com distribuição regional e nacional.

 

20 de Abril de 2014

Dois anos de livros

No dia 5 de Maio de 2012, a Companhia das Ilha iniciou a sua actividade editorial, com a publicação do livro de contos de António Cabrita «Fica a dever-me uma noite de arromba», na colecção azulcobalto. Seguiram-se mais 36 títulos.

Para assinalar a data, a Companhia das Ilhas oferece aos seus leitores 40% de desconto em todos os livros adquiridos no dia 5 de Maio, através da sua loja on-line – e oferece os portes para todo o território português.

Capa António Cabrita.inddcolecção azulcobalto

António Cabrita, Ficas a dever-me uma noite de arromba

Carlos Alberto Machado, Uma viagem romântica a Moscovo

Fernando Machado Silva, Passageiros clandestinos

Helder Moura Pereira, Eu depois inventei o resto

Inês Lourenço, Ephemeras

João Paulo Cotrim, A minha gata

Jorge Aguiar Oliveira, Ranço

José Ricardo Nunes, Confissões

Madalena de Castro Campos, O fardo do homem branco

Manuel Fernando Gonçalves, A matriz e o canto oposto

Nuno Dempster, Na luz inclinada

Nuno Dempster, O papel de prata, o reflexo e outros contos pelo meio

R. Lino, Baixo-Relevo

Rosalina Marshall, Manucure

Valério Romão, Facas

colecção azulcobalto | teatro

Jaime Rocha, O regresso de Ortov

Luís Campião, O menino da burra

Marta Freitas, Eis o Homem

Pedro Eiras, Bela Dona e outros monólogos

Ricardo Neves-Neves, A porta fechou-se e a casa era pequena

Rui Pina Coelho, Às vezes quase me acontecem coisas boas quando me ponho a falar sozinho

Tiago Rodrigues, Peça romântica para um teatro fechado

colecção terceira margem

Helder Gomes Cancela, O exercício da violência. A arte enquanto tempo

colecção mundos

Cristina Brito, A viagem seguinte

Fátima Maldonado, Lava de espera

colecção do outro lado do espelho

Gez Walsh, A borbulha no rabo. Poemas terríveis para meninos terríveis (versão portuguesa de Helder Moura Pereira)

colecção transeatlântico

Alexandre Borges, O boato. Introdução ao pessimismo

Carlos Alberto Machado, Estórias açorianas

José Pinto de Sá, Os filhos de Mussa Mbiki

Luís Carlos Patraquim, O escuro anterior

Luis Maffei, Signos de Camões

Manuel Tomás, Maroiço

Mário T Cabral, Tratados

Nuno Costa Santos, Às vezes é um insecto que faz disparar o alarme

Urbano Bettencourt, Outros nomes, outras guerras

colecção terra açoriana

Manuel Tomás, Picolândia

colecção terra açoriana | série especial

Manuel Tomás (org), Nunes da Rosa. Estudo e Antologia

FM_Lava_Espera_Capa_REV2

2 de Janeiro de 2013

Papelaria 96 e Loja do Adriano com a Companhia das Ilhas

Manuel_Tomas_WEBAs nossas edições estão em mais duas

Lojas da Região Autónoma dos Açores

a PAPELARIA 96, na Praia da Vitória (Terceira)

Papelaria 96

e a LOJA DO ADRIANO, em Angra do Heroísmo (Terceira)

Loja do Adriano

Aproveite para adquirir um dos nossos livros

ou um caderno de notas QuickTour

mesmo que não seja Natal

 Capa Mario-CabralCapa Carlos-Alberto-Machado

22 de Dezembro de 2012

PICO, NATAL, LIVROS

Neste Natal as edições da Companhia das Ilhas podem ser adquiridas nos 3 Concelhos da Ilha do PicoCapas terra açoriana.indd»» A Lapiseira ] São Roque

 »» Artesanato Lajense] Lajes

 »» Bel’arte ] Madalena

 »» Espaço Talassa ] Lajes

 »» Estação de Correios ] Lajes

»» Estação de Correios ] Madalena

 »» Museu dos Baleeiros ] Lajes

 »» Quiosque de Turismo ART (Forte de Santa Catarina) ] Lajes

 »» Quiosque de Turismo ART ] Madalena

 »» Quiosque de Turismo ART ] São Roque

 »» Tito’s Tabacaria ] Madalena

Capa Carlos-Alberto-Machado

LIVROS

A minha gata, de João Paulo Cotrim

Às vezes é um insecto que faz disparar o alarme, de Nuno Costa Santos

Bela Dona e outros monólogos, de Pedro Eiras

Ephemeras, de Inês Lourenço

Estórias açorianas, de Carlos Alberto Machado

Ficas a dever-me uma noite de arromba, de António Cabrita

O papel de prata, o reflexo e outros contos pelo meio, de Nuno Dempster

Passageiros clandestinos, de Fernando Machado Silva

Picolândia, de Manuel Tomás

Tratados, de Mário T. Cabral

Uma viagem romântica a Moscovo, de Carlos Alberto Machado

COLECÇÕES DE POSTAIS

Baleação

Espírito Santo

Lajes do Pico, Vila Baleeira

CADERNOS DE NOTAS QUICKTOUR

Baleação

Espírito Santo

(formatos Bolso e Médio)

CRACHÁS

Baleação

Espírito Santo

(magnéticos e com alfinete)

Quicknotes-baleias-azores-2

21 de Dezembro de 2012

Lojas de cultura dos Açores

Neste Natal as edições da Companhia das Ilhas podem ser adquiridas

nas seguintes Lojas de Cultura (Direcção Regional da Cultura dos Açores)

Logo drac

Loja da Cultura de Angra do Heroísmo

Museu de Angra do Heroísmo

Museu de Santa Maria

Museu Carlos Machado – Angra do Heroísmo

Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada

Museu da Graciosa

Museu dos Baleeiros – Lajes do Pico

Museu Francisco de Lacerda – Calheta, São Jorge

Museu da Horta

Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça – Horta, Faial

Museu das Flores

Capa Carlos-Alberto-Machado

LIVROS

A minha gata, de João Paulo Cotrim

Às vezes é um insecto que faz disparar o alarme, de Nuno Costa Santos

Bela Dona e outros monólogos, de Pedro Eiras

Ephemeras, de Inês Lourenço

Estórias açorianas, de Carlos Alberto Machado

Ficas a dever-me uma noite de arromba, de António Cabrita

O papel de prata, o reflexo e outros contos pelo meio, de Nuno Dempster

Passageiros clandestinos, de Fernando Machado Silva

Picolândia, de Manuel Tomás

Tratados, de Mário T. Cabral

Uma viagem romântica a Moscovo, de Carlos Alberto Machado

COLECÇÕES DE POSTAIS

Baleação

Espírito Santo

Lajes do Pico, Vila Baleeira

CADERNOS DE NOTAS QUICKTOUR

Baleação

Espírito Santo

(formatos Bolso e Médio)

CRACHÁS

Baleação

Espírito Santo

(magnéticos e com alfinete)

Quicknotes-baleias-azores-2

18 de Dezembro de 2012

Está em Almada?

EscribaEstá em Almada? Ou perto? Ou vai passar por lá? Convidamo-lo a visitar a livraria Escriba, onde estão as nossas edições.

Carlos_Alberto_Machado_WEBInes_Lourenco_WEBNuno_Dempster

Quicknotes-baleias-azores-2

«A Livraria Escriba abriu portas em 1993 na Cova da Piedade. É uma livraria generalista com uma gestão cuidada dos fundos de catálogo das principais editoras portuguesas. Grandes, médias e pequenas. Reconhecidas ou marginais. A livraria Escriba abriu portas em 1993 na Cova da Piedade, fruto da vontade da livreira Rosa Alface de dotar esta freguesia do concelho de Almada de uma livraria generalista. Inserida numa das principais artérias comerciais da Cova da Piedade, desde cedo a Escriba se afirmou como um pólo cultural importante na vida do concelho. Apesar do espaço exíguo a livraria tenta conciliar a sua característica de livraria generalista com uma gestão cuidada e renovada dos fundos de catálogo das principais editoras portuguesas. Grandes, médias e pequenas. Reconhecidas ou marginais. Duas secções merecem destaque: a poesia, de onde são transcritos os poemas que regularmente se podem ler na ardósia negra instalada no centro do espaço, e o canto dedicado à literatura infanto-juvenil. Ao longo destes quase vinte anos de existência a Escriba tem colaborado com as principais escolas dos concelhos de Almada e Seixal onde organiza com carácter regular feiras do livro e encontros entre os alunos e alguns dos principais escritores portugueses. No espaço da livraria, há sempre disponibilidade para receber e fomentar o contacto entre os autores e os leitores em diversas sessões de leitura e autógrafos, ocasião em que a máquina do café trabalha mais intensamente. Na Escriba os autores locais ou que abordem temáticas da região têm sempre destaque entre as novidades. A livraria é parceira na divulgação do Festival de Almada e dos principais acontecimentos culturais do concelho.»

17 de Dezembro de 2012

Está em Setúbal?

CulseteEstá em Setúbal? Ou perto? Ou vai passar por lá? Convidamo-lo a visitar a livraria Culsete, onde estão as nossas edições.

Carlos_Alberto_Machado_WEBInes_Lourenco_WEBNuno_Dempster

Quicknotes-baleias-azores-2

14 de Dezembro de 2012

Está em Montemor-o-Novo?

Fonte de letrasEstá em Montemor-o-Novo? Ou perto? Ou vai passar por lá? Convidamo-lo a visitar a livraria Fonte de Letras, onde estão as nossas edições.

Carlos_Alberto_Machado_WEBInes_Lourenco_WEBNuno_Dempster

A Fonte de Letras é uma livraria, discoteca, internet, espaço de exposições de artes plásticas, cafetaria. «Situada no centro histórico de Montemor-o-Novo, entre duas fontes, a livraria Fonte de Letras existe desde 2000 numa cidade onde não existe nenhuma outra livraria e a grande referência era a biblioteca municipal – por isso muita gente ainda hoje entra e pergunta “os livros são para quê?” É uma livraria generalista onde se encontram as novidades editoriais, mas onde se dá especial atenção a pequenas e raras editoras, livros de poesia, edições sobre o Alentejo, livros para crianças… Tem uma programação cultural regular e uma parceria (não em exclusivo) com a Galeria Trindade (Porto), apresentando periodicamente uma exposição de arte contemporânea. Um espaço onde também se pode beber um café, um chá ou um copo de vinho e saborear a “literária” tosta de queijo com tomate, azeite e orégãos. Uma livraria que fica no caminho de todos os caminhos.» (daqui)

Quicknotes-baleias-azores-2

13 de Dezembro de 2012

Papelaria 96 e Loja do Adriano com a Companhia das Ilhas

Manuel_Tomas_WEBAs nossas edições estão em mais duas

Lojas da Região Autónoma dos Açores

a PAPELARIA 96, na Praia da Vitória (Terceira)

Papelaria 96

e a LOJA DO ADRIANO, em Angra do Heroísmo (Terceira)

Loja do Adriano

Aproveite para adquirir um dos nossos livros

ou um caderno de notas QuickTour

mesmo que não seja Natal

 Capa Carlos-Alberto-Machado

5 de Dezembro de 2012

Bel’arte e Loja do Adriano com a Companhia das Ilhas

Manuel_Tomas_WEBAs nossas edições estão em mais duas

Lojas da Região Autónoma dos Açores

belarte

a BEL’ARTE, na Madalena (Pico)

e a LOJA DO ADRIANO, em Angra do Heroísmo ( Terceira)

Loja do Adriano

Aproveite para adquirir um dos nossos livros

ou um caderno de notas QuickTour

mesmo que não seja Natal

 Capa Carlos-Alberto-Machado

5 de Dezembro de 2012

Livraria Gil, Ponta Delgada

Livraria Gil

Em Ponta Delgada a Livraria Gil tem todas as nossas edições

PICOLÂNDIA, de Manuel Tomás | ÀS VEZES É UM INSECTO QUE FAZ DISPARAR O ALARME, de Nuno Costa Santos | TRATADOS, de Mário T. Cabral | ESTÓRIAS AÇORIANAS, de Carlos Alberto Machado | FICAS A DEVER-ME UMA NOITE DE ARROMBA, de António Cabrita | PASSAGEIROS CLANDESTINOS, de Fernando Machado Silva | BELA DONA E OUTROS MONÓLOGOS, de Pedro Eiras | UMA VIAGEM ROMÂNTICA A MOSCOVO, de Carlos Alberto Machado | EPHEMERAS, de Inês Lourenço | A MINHA GATA, de João Paulo Cotrim | O PAPEL DE PRATA, O REFLEXO E OUTROS CONTOS PELO MEIO, de Nuno Dempster

(e muito mais para quem nesta cidade queira aceder a boa literatura e a livros de e sobre os Açores)

Em Ponta Delgada, pode ainda ver as nossas edições em

Biblioteca Pública e Arquivo Regional | Estação de Correios Antero de Quental | Loja dos Açores do Aeroporto | Museu Carlos Machado

26 de Novembro de 2012

Está na Ilha do Faial?

Se quiser adquirir algum dos nossos livros, como, por exemplo, PICOLÂNDIA, de Manuel Tomás, ESTÓRIAS AÇORIANAS, de Carlos Alberto Machado, A MINHA GATA, de João Paulo Cotrim, EPHEMERAS, de Inês Lourenço, O PAPEL DE PRATA, O REFLEXO E OUTROS CONTOS PELO MEIO, de Nuno Dempster, ÀS VEZES É UM INSECTO QUE FAZ DISPARAR O ALARME, de Nuno Costa Santos ou TRATADOS, de Mário Cabral, entre outros, pode procurar aqui:

 Biblioteca PúblicaEstação de Correios Museu da Horta  | Papelaria Telégrapho | Peter Cafe Sport 

Se, além dos livros, quiser conhecer e adquirir os nossos NotesBooks, Colecções de Postais ou Crachás, pode ir até:

 Quiosque de Turismo ART  |  Tabacaria da Sorte  |  Lojas do Triângulo

 Obrigada!

18 de Setembro de 2012

As nossas edições em Almada

Em Almada, as nossas edições podem ser encontradas na Livraria Escriba.

Os 6 títulos que iniciaram as edições Companhia das Ilhas em Junho deste ano:

 ÀS VEZES É UM INSECTO QUE FAZ DISPARAR O ALARME, de Nuno Costa Santos

TRATADOS, de Mário T. Cabral

ESTÓRIAS AÇORIANAS, de Carlos Alberto Machado

FICAS A DEVER-ME UMA NOITE DE ARROMBA, de António Cabrita

PASSAGEIROS CLANDESTINOS, de Fernando Machado Silva

BELA DONA E OUTROS MONÓLOGOS, de Pedro Eiras.

 e, a partir do início de Outubro, mais 5 títulos:

 UMA VIAGEM ROMÂNTICA A MOSCOVO (poesia), de Carlos Alberto Machado,

EPHEMERAS (micro-histórias) de Inês Lourenço,

A MINHA GATA (aforismos) de João Paulo Cotrim,

O PAPEL DE PRATA, O REFLEXO E OUTROS CONTOS PELO MEIO (contos) de Nuno Dempster

PICOLÂNDIA (crónicas do Pico) de Manuel Tomás.

%d bloggers like this: