Freitas e Cabrita

O poeta e crítico do Expresso Manuel de Freitas (editora Averno, revistas Telhados de Vidro e Cão Celeste, bar Bartleby, livraria Paralelo W) escreveu no nº 2 da Cão Celeste uma crítica ao Respiro, breve ensaio de António Cabrita editado pela Língua Morta em Novembro de 2011. Cabrita responde aqui com o primeiro de uma série de “postais” sob a designação “Conversas em família”. Adivinha-se “conversa” – e da boa. A seguir.
 Cabrita_maputo_WebManuel de Freitas

Antonio Cabrita Respiro

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s