Bénédict Houart – poemas (001)

o que eu queria da vida

aproxima-se tanto da morte

que por vezes é aterrador

valha-me um pavão e

outras coisas assim com asas

e bicos e muitas penas por colorir

valha-me um corpo tremendo

reanimando-me as mãos

uma overdose de coisa nenhuma

que me ponha de nariz no chão

Resumo. A poesia em 2011 [antologia]. Lisboa. Documenta/FNAC. 2012.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s