João Paulo Cotrim – poemas (001)

ROSTO À BROCHA

Olha o que me diz o espelho

Lua cheia insinuando traços

Vermelho escorrendo da mão como terço

Negrume bem temperado

O pousio dos gestos

Cada um fingindo que é final

Afinal apenas fundo

Preparação de tela

Que celebra herói local.

Má Raça, Lisboa, Abysmo, 2012

Anúncios

One Comment to “João Paulo Cotrim – poemas (001)”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s